AMBIENTE ACREANO: ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2010
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

sexta-feira, agosto 14, 2009

ELEIÇÃO PRESIDENCIAL 2010

Lula defende candidatura única e PSB insiste em lançar Ciro à Presidência

Gabriela Guerreiro
da Folha Online, em Brasília

A pouco mais de uma ano das eleições à Presidência, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu início ontem à noite às conversas com aliados para construir uma candidatura única da base aliada ao Palácio do Planalto. Em reunião com a cúpula do PSB em jantar no Palácio da Alvorada, Lula defendeu que o partido embarque em uma única candidatura sem lançar isoladamente o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) à Presidência.

Na presença da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), do presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP), e da cúpula do PSB, o presidente da legenda, governador Eduardo Campos (PE), se mostrou favorável ao lançamento de múltiplas candidaturas da base para forçar um segundo turno com a oposição.

"O presidente pretende reunir toda a sua base em uma única candidatura. Mas acredito que, quanto mais candidaturas vão surgindo, mais a eleição caminha para um segundo turno", afirmou Campos.

O presidente do PSB disse que o partido vai definir somente em março se lançará Ciro para a Presidência. Campos afirmou, porém, que o partido está disposto a abrir mão da candidatura própria se ficar comprovado que isso trará prejuízo ao nome mais forte do governo.

"O PSB não terá candidato se isso for colocar em risco a candidatura do grupo do presidente Lula", afirmou.

O PSB não descarta lançar Ciro ao governo de São Paulo se desistir de seu nome para a Presidência. A cúpula do PSB sinalizou que Ciro vai transferir nos próximos dias seu título eleitoral para São Paulo, o que lhe permitirá disputar tanto o governo estadual quanto a Presidência da República em 2010.

O prazo fixado pela Justiça para troca de domicílio eleitoral termina em 15 de setembro, mas somente em março os partidos precisam definir os nomes de seus candidatos para as eleições de 2010. Atualmente Ciro tem domicílio eleitoral no Ceará.

"Não temos pressa. O PSDB não tomou sua decisão sobre candidatura e o PT também não tomou. Não somos nós que temos que tomar agora", afirmou.

A estratégia do PSB é esperar a avaliação de pesquisas sobre a candidatura de Dilma para a Presidência da República pelo PT. Se avaliar que Ciro tem mais chances que a petista, o PSB pretende lançá-lo para a corrida eleitoral. Do contrário, o PSB está disposto a apoiar um nome de consenso da base governista.

Marina

Nos bastidores, a cúpula do PSB avalia que uma eventual candidatura da senadora Marina Silva (PT-AC) ao Palácio do Planalto pode trazer prejuízos diretos para Ciro por atingir a mesma faixa do eleitorado. Oficialmente, porém, integrantes do PSB afirmam que o lançamento do nome de Ciro não está atrelado ao de Marina.

O partido teme que Marina lance uma plataforma mais próxima da oposição, o que no segundo turno poderia beneficiar o candidato do PSDB.

Campos disse que a candidatura de Ciro não será definida em função de Marina Silva. "Se a Marina fizer uma plataforma eleitoral de contradição ao presidente Lula, a candidatura vai ser estuário de um voto que não volta para o nosso campo", afirmou.

Marina recebeu convite do PV para se filiar ao partido, mas ainda avalia a proposta.

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home