AMBIENTE ACREANO: O AUMENTO DA TARIFA DE ÔNIBUS NA ADMINISTRAÇÃO DE ANGELIM
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, fevereiro 28, 2011

O AUMENTO DA TARIFA DE ÔNIBUS NA ADMINISTRAÇÃO DE ANGELIM

A evolução, em dólar, do valor da tarifa de ônibus em Rio Branco já é de cerca de 240% desde que Raimundo Angelim (PT) assumiu a administração da cidade

Evandro Ferreira
Blog Ambiente Acreano

[Gráfico 1: Evolução da tarifa de ônibus urbano em Rio Branco entre 1983 e 2011, medida em dólar americanos. Fonte: Roberto Feres]

A evolução da tarifa de ônibus urbano em Rio Branco, quando medida em dólar americano, mostra um salto de cerca de 240% desde que o petista Raimundo Angelim assumiu a administração de Rio Branco.

É importante observar que desde que Angelim assumiu a prefeitura, o dólar vem se desvalorizando gradativamente frente ao real. Esta situação, entretanto, teve início em meados de 2003, durante a administração Flaviano Melo/Isnard Leite (Gráfico 2).

[Gráfico 2: Evolução do câmbio dólar x real entre 1991 2 2010. Fonte: Ipeadata]

Quando Flaviano Melo assumiu a prefeitura, em janeiro de 2001, o valor em dólar da tarifa de ônibus era de cerca de U$ 0,60. Durante a sua administração - assumida posteriormente por Isnard Leite - o preço chegou a cair para cerca de U$ 0,35, voltando a subir para cerca de U$ 0,60 na passagem para a administração de Angelim.

Durante a administração petista, o valor da tarifa subiu acompanhando a desvalorização da moeda americana. Desde então, a alta acumulada já equivale a cerca de U$ 0,80. Uma forte queda foi verificada no final de 2008, por ocasião da crise cambial causada pela crise econômica mundial. Na ocasião, o valor da passagem chegou a cair o equivalente a U$ 0,40.
Publicado por Evandro Ferreira 1 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

1 Comments:

Anonymous José Porfiro said...

Muito interessante o gráfico.
Ele me trouxe uma bruta de uma dúvida. Como não tem nenhuma nota explicativa sobre a metodologia que foi utilizada para sua construção, não é possível fazer nenhuma comentário.
Por exemplo, qual o ano base que foi adotado entre 1983 e 2011, para inflacionar ou deflacionar; sem essa explicação, não é possível ninguém fazer qualquer análise do valor da tarifa, em dólar.
Como o Feres é um engenheiro de primeira, tenho certeza que ele tem as notas explicativas.
Caso seja possível ele disponibilizar, nos permite fazer interessantes análises.

José Porfiro
Economista - UFAC
jporfiro@uol.com.br

17:58  

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home