AMBIENTE ACREANO: POLÊMICA AMBIENTAL: MINC X PUCCINELLI
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

quarta-feira, setembro 23, 2009

POLÊMICA AMBIENTAL: MINC X PUCCINELLI

Minc diz que Pucinelli deve tratar com carinho a própria homossexualidade

da Agência Brasil
da Folha Online

O ministro Carlos Minc (Ambiente) ironizou hoje as declarações do governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB). O governador disse ontem que Minc era "veado" e "fumava maconha". Afirmou ainda "ia correr atrás dele e estuprá-lo em praça pública" se o ministro fosse a Campo Grande (MS).

Ofensa a Minc cria saia justa e Puccinelli pede desculpas
Minc rebate xingamento de Puccinelli

Hoje, Minc afirmou que Puccinelli deveria analisar melhor o homossexual que há dentro dele. "Ele [Puccinelli] deve fazer uma análise mais profunda da declaração dele sobre o estupro em praça pública e examinar e tratar com mais carinho o homossexualismo que existe dentro dele próprio e talvez aceitar isso com mais razoabilidade", disse Minc.

[Alan Marques/Folha Imagem
Minc rebateu governador de MS e mandou ele cuidar melhor da homossexualidade]

Minc disse que a psicologia explica ataques como o de Puccinelli. "O Freud [Sigmund Freud, psicanalista] explica que muitas pessoas que têm o homossexualismo enrustido tentam matar o homossexual que há dentro dele próprio", disse. "Eu sou um defensor conhecido dos direitos dos homossexuais contra todos os preconceitos."

O ministro disse estar acostumado com embates políticos com ruralistas e governadores. "Nunca me acovardei ou me encolhi", disse. "Mas com uma agressão como essa, é difícil até imaginar como uma pessoa dessa pretende exercer o governo do estado", completou.

O ministro descartou entrar com uma ação na Justiça contra Puccinelli. "São os eleitores e os tribunais que vão julgar se uma pessoa com esse nível de desequilíbrio está apta a exercer o governo do estado. Eu não vou processá-lo", finalizou.

Para Minc, a dclaração de Puccinelli mostra seu desequilíbrio. "Há, de um lado, o desequilíbrio ambiental, que ele provocaria se a gente deixasse que destruísse o Pantanal como queria, e, por outro lado, há o desequilíbrio patológico", disse.

Minc afirmou ainda que a declaração de Puccinelli mostra a intenção de destruir o Pantanal com a plantação de cana de açúcar. "Não acho que foi um ataque gratuito. Na verdade, ele professou um estupro ao Pantanal e a ele próprio."
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home