AMBIENTE ACREANO: OS CINTA-LARGA E OS DIAMANTES
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, dezembro 10, 2007

OS CINTA-LARGA E OS DIAMANTES

Sobre a carta aberta relatando a situação dos indígenas da região de Cacoal-RO

Quem lê o documento apócrifo publicado no Blog do Altino Machado, tem a impressão que de estratégia para sensibilizar a opinião pública para a sua causa os índios entendem muito pouco. Parecem ingênuos. Eu acho que não são. Vejam abaixo porque.

Pelo menos dois pontos das reivindicações deles, o 1 e o 2, são altamente suspeitos.

No primeiro eles pedem a retirada da Polícia Federal das barreiras de acesso às aldeias para que se garanta o direito de ir e vir dos índios. Eles dizem que a ação da Polícia Federal é mais forte em cima dos índios, que segundo eles, são discriminados, são revistados e constrangidos.

Para mim ficou a impressão que eles querem ser livres para ir e vir sem qualquer revista porque, na situação atual, contrabando de pedras ou mesmo a sua extração na Reserva, só pode ser feita pelos indígenas. Se garimpeiro branco entrar lá a morte é quase certa. Aliás, eles (os índios) devem pensar que entre seus pares não devem existir "ovelhas negras".

Para mim a PF deve continuar e quem sabe, ser ainda mais criteriosa nas vistorias. Diamantes são tão pequenos...nas cadeias, parceiras de bandidos tentam o tempo todo entrar com celular na vagina. E olha o tamanho do celular! Se os índios são contra o garimpo na terra indígena, porque se incomodam com as revistas?

Não podemos deixar de lembrar, leitores, que dinheiro compra e corrompe corações e mentes, quem dirá os diamantes!

Em outro ponto das reivindicações, eles querem a nomeação de um administrador permanente para a Funai local. Quem seria o candidato ideal apoiado por eles? Que tal se a Funai decidir indicar um agente da PF para ser o administrador local? Tem algum problema? Vai ser até melhor pois os PFs geralmente têm uma noção de leis. E eles (os indígenas) precisam deste tipo de apoio em razão do massacre que promoveram naquela terra indígena. Existem processos correndo na justiça...cedo ou tarde ela vai bater à porta da Reserva.

Em outro ponto, eles demonstram preocupação em desenvolver projetos de alternativas sustentáveis para a população indígena da região: Cinta Larga, Suruí, Mequéns, Apurinã, Kwazá e outros. Me parece a mesma coisa que a gente propor para o Chavez que ele tem que investir na produção agrícola na Venezuela...Vocês acham que nadando em petróleo ele vai mesmo se interessar por isso?
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Envie este artigo para um amigo