AMBIENTE ACREANO: ESTUDO REVELA QUE EMPRESAS SEDIADAS EM SÃO PAULO FINANCIAM DEVASTAÇÃO NA AMAZÔNIA
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

sexta-feira, fevereiro 25, 2011

ESTUDO REVELA QUE EMPRESAS SEDIADAS EM SÃO PAULO FINANCIAM DEVASTAÇÃO NA AMAZÔNIA

O seminário de apresentação do 2º Estudo Conexões Sustentáveis São Paulo – Amazônia, promovido pelo Fórum Amazônia Sustentável (FAS) e pela Rede Nossa São Paulo, será nesta quarta-feira, 23 de fevereiro, em São Paulo, no Sesc Vila Mariana, a partir das 9h. O estudo realizado pelo Repórter Brasil e a Papel Social mostra os resultados do novo rastreamento realizado nas cadeias produtivas da soja, pecuária e madeira

ISA

O 2º Estudo Conexões Sustentáveis São Paulo – Amazônia apresentará o novo rastreamento das cadeias produtivas da pecuária, da soja e da madeira, revelando que grandes empresas sediadas em São Paulo continuam a financiar a devastação da Floresta Amazônica. Ao fazer negócios com fornecedores envolvidos em crimes ambientais e trabalhistas, tais empresas contribuem para a manutenção de relações comerciais predatórias e que não levam em conta a legislação e as práticas socialmente responsáveis.

O trabalho será apresentado por Leonardo Sakamoto, da ONG Repórter Brasil e Marques Casara, da Papel Social Comunicação, organizações que realizaram o estudo, por meio do projeto Conexões Sustentáveis. E revela a situação atual do desmatamento e do trabalho escravo na região amazônica, as conexões dessas práticas com os negócios na cidade de São Paulo e esquemas criminosos de esquentamento de madeira ilegal que envolvem a corrupção em órgãos públicos.

Em seguida, haverá uma palestra sobre as conclusões do estudo, que será feita por Valmir Ortega, diretor do Programa Cerrado-Pantanal, da Conservação Internacional do Brasil, e contará com os debatedores Eduardo Jorge, secretário do Verde e Meio Ambiente da cidade de São Paulo, e Roberto Smeraldi, diretor da Amigos da Terra.

O seminário tem ainda como objetivo mobilizar as empresas não signatárias para adesão aos Pactos da Madeira, Soja e Pecuária, assim como estimular as já signatárias mapeadas no estudo a intensificar suas ações para o cumprimento dos compromissos.

O comitê de acompanhamento dos pactos é formado por: Amigos da Terra – Amazônia Brasileira, Grupo Carrefour, Grupo Orsa, Grupo Pão de Açúcar, Imaflora, Imazon, Instituto Akatu, Instituto Ethos, Instituto Socioambiental, Rede Nossa São Paulo, Papel Social Comunicação, Repórter Brasil e Walmart.

O FAS e a Rede Nossa São Paulo, redes formadas por organizações da sociedade civil, movimentos e empresas, criaram esta iniciativa em parceria em outubro de 2008 quando promoveram o primeiro seminário Conexões Sustentáveis São Paulo-Amazônia.
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home