Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

05 fevereiro 2008

EPIDEMIA DE DENGUE NO BRASIL

Enquanto a imprensa de uma maneira geral insiste em falar de uma epidemia inexistente de febre amarela, a dengue hemorrágica continua a matar país afora. Só em 2007 foram 158 mortes! E nem por isso ela, esta doença mortal, tem ganhado as manchetes como a febre amarela. Deve ser por que, como se diz no jargão da imprensa, é um assunto 'fora de foco', que não vende mais.

Vejam reportagem da Agência Estado.

Dengue hemorrágica matou 158 pessoas no País em 2007


Da Agência Estado

05/02/2008
10h20
-Os casos de dengue hemorrágica, ou Febre Hemorrágica de Dengue (FHD), nunca foram tão letais como no ano passado. Em 2007, 158 mortes foram registradas no País. Isso é mais do que o dobro de 2006, ano em que 76 óbitos foram confirmados. O número supera também o recorde anterior de 2002, quando 150 pessoas morreram em conseqüência da doença.

O vírus da dengue tem quatro subtipos. A pessoa que se infecta pela primeira vez adquire a dengue clássica. Curada, fica imune contra esse subtipo específico, mas não contra os outros três. Quando ocorre uma segunda infecção, a doença se manifesta de maneira mais violenta e pode matar.

De acordo com o boletim sobre a situação da dengue no País, divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde, 559.954 casos foram registrados em 2007, 1.541 de dengue hemorrágica. Procurado pela reportagem, o secretário adjunto de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Fernando Pimenta, não foi encontrado. Em 2007, 86% dos casos de dengue hemorrágica foram concentrados nos Estados do Ceará, Rio, Maranhão, Pernambuco, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Piauí, Goiás, Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte. Em relação aos óbitos, 64% ocorreram nesses mesmos Estados.

São Paulo registrou o maior número de casos (82.912), enquanto o Rio liderou o ranking das mortes (29). A região Centro-Oeste, no entanto, teve a maior taxa de incidência do País (827 casos por 100 mil habitantes), sendo classificada como de alta incidência de dengue. Em 2007, foram notificados no Centro-Oeste 111.757 casos de dengue e confirmados 192 de hemorrágica, o que causou a morte de 35 pessoas.

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Evandro, achei ótimo teu artigo!
Mas discordo de você no tocante a 04 subtipos de dengue (ou vírus), trata-se de um único vírus e sucessivas passagens no organismo do indivíduo! A cada 04 anos a pessoa volta a ser infectada (reinfectada) e, ao fazer as sorologias, mais específicamente o isolamento viral, irá acusar DEN 2, por exemplo, e será a 2ª DENGUE que a pessoa estará sofrendo, ok?

30/06/2008 23:00  

Postar um comentário

<< Home