AMBIENTE ACREANO: INAUGURADA NA AMAZÔNIA A MAIOR TORRE DE PESQUISA AMBIENTAL DA AMÉRICA DO SUL
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, agosto 31, 2015

INAUGURADA NA AMAZÔNIA A MAIOR TORRE DE PESQUISA AMBIENTAL DA AMÉRICA DO SUL

Evandro Ferreira
Blog Ambiente Acreano

Foi inaugurado no dia 22/08 na Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã – localizada a 150 quilômetros em linha reta de Manaus – o Observatório de Torre Alta da Amazônia. A torre principal do observatório, construída em aço e com 325 metros de altura, é a mais alta dedicada exclusivamente a pesquisas ambientais na América do Sul e a mais alta torre construída no Brasil. Ela é 25 metros mais alta que a torre Eiffel, em Paris, e 100 m mais alta do que a torre de televisão de Brasília. Sua altura equivale a de um edifício de 80 andares.

A construção da torre, que demorou cerca de um ano e utilizou tecnologia nacional, exigiu investimentos de R$ 26 milhões, bancados em partes iguais pelos governos do Brasil e da Alemanha. Seu custo anual de manutenção está estimado em aproximadamente R$ 2 milhões. A administração do observatório, que além da torre principal inclui quatro torres menores de 80 m, será feita pelo Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (INPA), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e pelo Instituto Max Planck, da Alemanha.

A torre, erguida em uma área de ambiente pristino livre de qualquer tipo de poluição, será equipada com instrumentos científicos de alta tecnologia, sendo considerada a mais completa do gênero no mundo. Com ela será possível monitorar, pelos próximos 20 a 30 anos, o clima e os processos de troca e transporte de gases entre a floresta e a atmosfera na região amazônica. Anteriormente, os dados que agora serão obtidos com os equipamentos instalados na torre só podiam ser colhidos por experimentos aéreos. 

Com a torre será possível fazer um acompanhamento real e contínuo de dados durante 24 horas. Os estudos que serão realizados com os dados colhidos pelos instrumentos instalados na torre deverão gerar conhecimentos inéditos sobre o papel do ecossistema amazônico no contexto das mudanças climáticas globais.

Crédito da imagem: Ascom MCTI/Luciete Pedrosa-Ascom Inpa
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home