Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

27 outubro 2007

NEANDERTAIS RUIVOS?

De acordo com a pesquisa publicada na revista científica Science, pelos menos parte dos neandertais teria tido pele clara e cabelos avermelhados. Estudo analisou fósseis dos parentes dos humanos modernos que viveram na Europa e na Ásia Central entre cerca de 230 mil a 30 mil anos atrás

Ruivos pré-históricos
26/10/2007

Agência FAPESP – Neandertais podem ser sidos bem diferentes do que se imaginava, pelo menos na aparência. A afirmação é de um novo estudo que analisou fósseis dos parentes dos humanos modernos, que viveram na Europa e na Ásia Central entre cerca de 230 mil a 30 mil anos atrás.

De acordo com a pesquisa, feita por um grupo internacional e publicada na edição de 26 de outubro da revista Science, pelos menos parte dos neandertais teria tido pele clara e cabelos avermelhados.

O que se sabe a respeito da aparência dos neandertais deriva da análise de fósseis. Mas, como cabelo e pele não foram preservados, tal aparência sempre foi motivo de curiosidade e de suposição por parte dos paleontólogos.

No novo trabalho, o grupo, coordenado por Carles Lalueza-Fox, da Universidade de Barcelona, analisou amostras de DNA de dois espécimes descobertos na Europa – um, de cerca de 43 mil anos, na Espanha; e outro, de 50 mil anos, na Itália. Os pesquisadores centraram a análise especificamente no gene MC1R, que atua no direcionamento das células para a produção de melanina.

No homem moderno, particularmente com origem européia, variações nesse gene são responsáveis pela manifestação de cabelos ruivos e de pele clara. Os cientistas identificaram uma forma até então desconhecida do gene nos dois fósseis. Em seguida, inseriram o gene em células que cresciam in vitro para verificar como elas afetariam a produção de melanina.

O resultado sugere que a variante do gene no neandertal teria tido o mesmo efeito na produção de melanina que os genes semelhantes encontrados atualmente.

O estudo é a primeira demonstração de que os neandertais – ou pelo menos parte da espécie – teriam sido ruivos e de pele clara. A suspeita era antiga, uma vez que a pele clara facilitaria a produção de vitamina D, o que representaria uma vantagem para a espécie que habitou a Europa em comparação com a “mais ensolarada” África.

O artigo A melanocortin 1 receptor allele suggests varying pigmentation among neanderthals, de Carles Lalueza-Fox e outros, pode ser lido por assinantes da Science em www.sciencemag.org.

Crédito da imagem: Science

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Conheço muitas pessoas com estas caracteristicas anatomicas de neandertal e tenho certeza que houve cruzamento entre as espécies, só isso explica como homens e mulheres negras terem vindo a tão pouco tempo da Africa e terem pele branca e olhos claros ocupando toda a Europa, um pesquisador acabou de afirmar houve sexo entre neandertais e Sapiens para uma revista cientifica mas disse que não poderia determinar se houve filhos ferteis por causa do 0,5% de diferença entre os genomas (26/10/2009)

Alex Vieira

26/10/2009 07:39  

Postar um comentário

<< Home