AMBIENTE ACREANO: VANESSA SEQUEIRA: FALTAVA TÃO POUCO...
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

terça-feira, setembro 05, 2006

VANESSA SEQUEIRA: FALTAVA TÃO POUCO...

Vanessa, como a maioria dos estudantes de pós-graduação (sem importar a nacionalidade), viveu uma aventura amazônica que terminou de forma diferente da maioria das outras aventuras - de forma trágica!

Ainda na semana passada Charles Crisostomo, meu colega do Laboratório de Produtos Florestais do Parque Zoobotânico, me comentava que havia sido contratado pela Vanessa para ajuda-la na realização das últimas entrevistas no projeto de assentamento onde estava trabalhando. Me falou que Vanessa estava ansiosa para concluir pois seu prazo estava vencendo. Para isso ela contratou também a Elessandra, uma estudante da UFAC que recém terminou seu Mestrado em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais. Ela se preocupava em contar com as pessoas certas para ter a certeza de ter bons dados para escrever sua dissertação.

O que deixa a gente mais triste ainda é que esta era a penúltima visita ao campo da Vanessa. Hoje, terça, ela estaria retornando para Rio Branco. Ficaria mais uns dias e então faria a sua última viagem para encerrar esta etapa...não conseguiu.

Este acontecimento nos deixou sem "chão"! Desanima saber que alguem que estava ajudando a colocar mais um "tijolinho" para construir a fortaleza que todos queremos fazer de nossa amazônia, tenha sido morta de forma tão bárbara, cruel, injusto.

Mais triste fiquei ao ler a carta da amiga Christiane, ao comentar a decisão que Vanessa teve de tomar algum tempo atrás em relação ao seu Doutorado: "Que eu saiba o caminho do doutorado também não foi nada fácil para Vanessa que sempre se sentiu dividida entre ação concreta de uma ONG e a organização de base, e o trabalho mais teórico acadêmico. Um tempo atrás ela desistiu e teve uma crise geral sobre qual caminho embarcar. Mas ela voltou e decidiu de encarar o doutorado e o Acre. Receio que isto vai ser muito dificil para os pais, de pensar que ela "quase" não voltou para o Acre e optou por uma outra vida." (clique aqui para ler a íntegra da carta de Christiane Ehrighaus publicada no site Rede Reservas Extrativistas).

Não temos palavras para expressar nossos sentimentos de pesar para a família de Vanessa...nós também estamos sofrendo e vamos sofrer por muito tempo a perda da Vanessa e as consequências que a sua morte vai ter na forma de se trabalhar na Amazônia.
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home