AMBIENTE ACREANO: MUDANÇA DO FUSO HORÁRIO DO ACRE
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, abril 14, 2008

MUDANÇA DO FUSO HORÁRIO DO ACRE

Algumas opiniões de quem é contra a mudança - Parte I

Toinho Alves:

"Terão que passar por cima da minha oposição. Sou defensor do 4° Fuso, da 4ª Internacional e do Escambau a 4.

Os argumentos políticos pra mexer na geografia e na astronomia não me convencem. Sexo e violência eu vejo na sessão da tarde, na tv aberta.

Meus filhos vêem no horário que bem entendem, na sky. O banco fecha mais cedo, mas também abre mais cedo. Uso o caixa eletrônico. Se me telefonarem às 4 da manhã, tudo bem. Ou ainda não dormi, ou não atendo. Dou meu jeito.

Só não quero que os políticos mudem o horário em que o sol nasce ou se põe, no Acre".


Comentário ao texto do Deputado Moisés Diniz 'Os prejuízos do 4o. fuso', publicada no Blog do Altino em 04/11/2006.

Valério Gomes:

"Deixem como está, aliás, os Acreanos têm muitos argumentos de “serem diferentes do resto”. Acredito que tem varias vantagens nesta diferença do horário também. Se mudarem o horário, eu quero que mude parte da letra do Hino Acreano também, que e um pouco exagerado. Para os que dependem de Brasília, tem que seguir o rítmo de Brasília - que aliás é muito lento, só isto. Para os precupados com pornografia, tire a televisão do quarto do filho. Aliás, se tem dois televisores, propavelmente tem internet em casa....e agora?"

"A discussão sobre fuso horário é muito interessante e pena que a imprensa local não dá tanta atenção. Além disso, os candidatos da eleição passada perderam uma grande oportunidade de debater o assunto. Teria sido uma discussão interessante: Marcio bittar: “vou intervir em Brasília para mudar o horário e também vou falar com com deus para mudar a hora que o sol nasce no Acre”. Eu prometo! Binho, do outro lado, diria: “espere um pouco”...”O sol aqui no Acre é vermelho já faz muito tempo, pode ver no final da tarde (não importa se é fumaça).

Então, o sol é do PT....”Deixe ele nascer no mesmo horário e continue iluminando o caminho do povo acreano”.


Comentário ao texto do Deputado Moisés Diniz 'Os prejuízos do 4o. fuso', publicada no Blog do Altino em 04/11/2006.

Anna ferreira:

"Deputado vai procurar uma coisa mais importante para dedicar seu precioso tempo, deixa o nosso horário do jeito que está. O Toinho tá certo. Descomplica deputado!"

Comentário ao texto do Deputado Moisés Diniz 'Os prejuízos do 4o. fuso', publicada no Blog do Altino em 04/11/2006.

Passarim:

"É tanta coisa fora de propósito! Quem se incomoda em morar a 2 horas de Brasília, q vá para Brasília e esteja no horário de lá.

O senador Tião Viana acerta em muitos projetos, mas esse encerra todos os outros de cunho populista que ele já tenha apresentado...Creio q pegou carona na ousadia do irmão que, este ano, resolveu mudar o feriado nacional.

Senador...volte pra área da saúde, lá o senhor é amigo do Rei."


Comentário ao texto 'Sem horário de primeiro mundo', publicado no Blog do Altino em 23/11/2006.

Neide:

"Adorei a matéria já salvei pra divulgar a quem não acessa blog. Concordo que tenha um plebiscito, porque do jeito que vem sendo feito é mais uma forma de dominação, para que o povo concorde, sem saber das conseqüências.

Estão passando com uma lista, com a desculpa que somos atrasados, as pessoas precisam entender que não é uma questão política. Temos que questionar. A quem interessa? Qual o benefício para o povo?"


Comentário ao texto 'O novo fuso horário do Acre', de Evandro Ferreira, publicado no Blog do Altino em 06/09/2007.

Fátima Almeida:

"A mudança de fuso horário é uma proposta que impõe a necessidade de respostas, em especial, científicas. No plano da política uma mudança dessa ordem exige no mínimo um plebiscito depois de esgotadas todas as argumentações a favor ou contra.

Afinal é uma mudança que afetará a vida de todos os moradores do Acre
Quanto ao debate que se instalou neste blog o que é mais evidente é a perca do foco e em especial, de postura, por parte de um deputado que deveria, antes de qualquer coisa, louvar a liberdade de expressão e a pluralidade de idéias.

A democracia se constitui em práticas que requerem, por sua vez, um mínimo de cultura histórica. Se um deputado salta qual um cão de guarda sobre um cientista acreano, com uma brilhante folha de serviços no campo da botânica, como o Evandro, o que podemos pensar da nossa casa legislativa? Um artigo eivado de ironia e prepotência, como a exigir que o cientista cale a boca.. Que é isso? Digo eu, onde nós estamos? O próprio Tião Viana jamais escreveria um artigo desse tipo, desrespeitando a opinião e o sentimento de um cidadão.


De todo modo, a virulência do artigo do deputado contra o Evandro, nos dá a entender que essa mudança já é um fato consumado e que estão tentando nos empurrar de goela abaixo, negando à população acreana o direito de manifestar sua opinião e sentimentos."

Comentário ao texto 'Fuso horário em debate' de Leila Jalul, publicado no Blog do Altino em 06/07/2007.

Júnior Carvalho:

"Pessoal o Acre tá precisando é projetos de Saneamento Básico, Pavimentação, e muitos outros...Agora mudar fuso horario..."
Comentário ao texto 'Fuso horário em debate' de Leila Jalul, publicado no Blog do Altino em 06/07/2007.

Raimundo Cláudio:

"É impressionante a ignorância (ausência de conhecimento) na ligação entre "progresso"(?) e a programação de TV (aberta ou paga), funcionamento bancário, além de horário de concurso público. Talvez não se entendeu o recado do texto do Evandro.

Primeiro, qual a noção que temos de progresso? Seria econômico, social, ambiental, cultural? A sociedade acreana vai "progredir" mudando o horário da sessão da tarde, das novelas ou do Big Brother Brasil? Ou então, o Acre seria muito mais "evoluído" se tivéssemos alterado o horário bancário há décadas? Ou melhor, como temos a pretensão de exportar produtos (especialmente, madeira e seus derivados, além de carne bovina, via estrada para o Pacífico) para os mercados da Ásia, não seria melhor já adequar o fuso horário do Acre aos existentes nos mercados asiáticos?


Ademais, o produtor rural acreano está realmente preocupado com o impacto da mudança do fuso horário na sua produção e comercialização de seus produtos? Aliás, o produtor rural sabe que existe diferença de fuso horário?
Talvez o nobre deputado Moisés Diniz, que respondeu ao texto do Evandro, possa encaminhar essas e outras perguntas em seu seminário sobre o tema em questão."

Comentário ao texto 'Fuso horário em debate' de Leila Jalul, publicado no Blog do Altino em 06/07/2007.
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Envie este artigo para um amigo