AMBIENTE ACREANO: NOVO FUSO HORÁRIO DO ACRE: CHUVA, LAMA E ESCURIDÃO NO "INVERNO"
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, julho 21, 2008

NOVO FUSO HORÁRIO DO ACRE: CHUVA, LAMA E ESCURIDÃO NO "INVERNO"

Levantamento de professor da UFAC indica que com o novo fuso, somente em novembro e dezembro teremos o sol brilhando por volta das 6 horas. Nos demais meses do ano prevalecerá a escuridão. O pior: no período do inverno população enfrentará chuva e lama na escuridão

















Em 2005, quando o Deputado Moisés Diniz, então autodenominado "O Deputado Aprendiz", colocou em discussão a mudança do nosso fuso horário, Roberto Feres, Doutor em Ecologia e Recursos Naturais, professor do Departamento de Engenharia Civil da UFAC, publicou o gráfico que reproduzimos acima indicando claramente o horário do nascer do sol, sol-a-pino e por-do-sol na cidade de Rio Branco considerando os fusos de -5h GMT e -4h GMT.

O gráfico da esquerda (-5h GMT) corresponde ao nosso antigo fuso horário. O da direita (-4h GMT), corresponde ao novo fuso, que entrou em vigor em junho passado.

A linha vermelha em ambos os gráficos representa 6 horas da manhã e a linha marrom o nascer do sol ao longo do ano. Observem que no novo fuso (gráfico da direita), o sol nascerá por volta das 6h da manhã em nossa cidade apenas em novembro e dezembro. Nos demais meses do ano, ele brilhará sempre depois das 6h. Entre fevereiro e agosto o gráfico indica que ele nascerá após as 6:30h.

Isso apenas na porção leste do Estado. No vale do juruá é quase certo que, para sempre, prevalecerá a escuridão matinal às 6h da manhã.

Resumindo: saímos de uma situação confortável, onde o sol brilhava muito cedo apenas dois meses por ano, para uma situação desconfortável, onde a escuridão matinal prevalecerá na maior parte do horário em que as pessoas daqui costumam se levantar, se arrumar e sair de casa para o trabalho ou escola.

Parece que os autores da idéia de mudar nosso fuso horário além de não consultarem a população, não consultaram especialistas locais para ficar cientes desse problema. Esqueceram, por exemplo, que no período do inverno, a maioria da população vai ter que encarar chuva e lama em plena escuridão matinal.

Me acreditem: quando o fuso horário mudou em junho, o povo 'apenas reclamou' da combinação escuridão + frio matinal. Mas tenho a impressão que haverá uma 'revolta popular' quando o período das chuvas chegar e a população perceber que terá que enfrentar a chuva + lama + escuridão matinal. Não tenho a menor dúvida disso. Esperem e verão.

Duvidam?

Busquem no Blog do Altino e no Ambiente Acreano os artigos relacionados ao fuso horário que foram publicados antes da entrada em vigor 'da hora mais certa' e verão que quase tudo que prevíamos de ruim que iria acontecer se confirmou. Não somos profetas. Apenas usamos o bom senso.

Agora que a população está reclamando, a saída para aplacar as massas por parte dos que mudaram o nosso fuso horário tem sido atrasar o início das atividades matinais da população. Em alguns casos se fala em atrasar 30 minutos, em outros já se estabeleceu um atraso de 1 hora, como é o caso do funcionamento das escolas municipais e do expediente nos municípios de Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves, Mâncio Lima e Sena Madureira.

Ao fazer isso, ou seja, atrasar o início das atividades matinais, ignora-se o novo fuso horário e adota-se na prática o velho fuso. Com isso anula-se a 'tal vantagem de ter o sol brilhando no final da tarde', que no final das contas não vai ser usufruído por quem deveria: estudantes e trabalhadores. Além disso, ao serem obrigados a fazer tal ajuste, os apoiadores da mudança do nosso fuso horário apenas demonstram a incoerência da mudança.

É fato: pouquíssimas pessoas reclamavam do velho e bom fuso horário do Acre. Agora muita gente reclama do novo fuso horário. Sindicalistas foram 'caçados' nas ruas para tomar uma atitude em relação ao mesmo. Isso nunca tinha acontecido no Acre.

Resumo da mudança desastrada: mexeram em algo que não era problema para a maioria da população e agora estão tendo que voltar atrás, ajustar, etc. A solução para essa trapalhada? Vamos voltar tudo ao que era antes. Vamos sair das trevas e voltar à luz! O povo vai apoiar e apenas a minoria irá reclamar.

Estejam certos: quando o assunto é fuso horário, a maioria dos acreanos era feliz e não sabia. Agora é infeliz e sabe por quê.
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home