AMBIENTE ACREANO: X FÓRUM DA INICIATIVA MAP
Google
Na Web No BLOG AMBIENTE ACREANO

segunda-feira, outubro 26, 2015

X FÓRUM DA INICIATIVA MAP

A Iniciativa MAP (Madre de Dios-Peru, Acre-Brasil e Pando-Bolívia), fruto da articulação de diversos segmentos sociais e governamentais dos três países que tem como objetivo principal a colaboração para a construção de soluções conjuntas para os problemas comuns da região tri-nacional, promoverá o ‘X Fórum MAP’ entre os dias 9 e 11 de novembro de 2015 no Campus da Universidade Federal do Acre-UFAC, em Rio Branco.

As inscrições para o evento vão acontecer até o dia 30 de outubro próximo.

Cliqueaqui para acessar a página do evento




Apresentação

A região tri-nacional MAP (Madre de Dios-Peru, Acre-Brasil e Pando-Bolívia) ocupa cerca de 310.000 km² na Amazônia Sul Ocidental. Seus habitantes, especialmente nas regiões fronteiriças, sofrem com problemas socioeconômicos e ambientais comuns e a resolução dos mesmos passa, necessariamente, por soluções conjuntas aceitáveis para todos, independente de barreiras políticas, idiomáticas e culturais.

Em 1999, pesquisadores de universidades, centros de pesquisas e agências de fomento existentes na região MAP reuniram-se em Rio Branco para discutir formas de articular a colaboração entre as instituições governamentais e não governamentais do três países visando a solução conjunta dos problemas comuns a todos. As recomendações desse encontro foram sintetizadas na “Declaração de Rio Branco sobre Mudanças Globais”.

Desde então, nove reuniões, ou fóruns de discussão, foram realizadas alternadamente em cada país e nesse intervalo a iniciativa MAP incorporou outros representantes setoriais – agricultores, extrativistas, indígenas e sindicatos – tornando-se um movimento mais social do que institucional e um fórum no qual cidadãos livres e independentes dos três países desenvolvem atividades conjuntas com base em princípios de afirmação e defesa dos direitos econômicos, ambientais, sociais e culturais das populações regionais.

No começo, as reuniões da inciativa MAP priorizavam o debate de temas como as grandes obras de infraestrutura (estrada Interoceânica e o as usinas hidroelétricas do rio Madeira), degradação ambiental da bacia tri-nacional do Rio Acre, direitos humanos e ambientais (imigração de haitianos), educação ambiental (Projeto Floresta das Crianças), comércio e políticas públicas (zoneamento e ordenamento territorial).

A partir de 2005, em função das secas severas e inundações que passaram a assolar a região MAP com mais frequência, os cenários socioeconômico e ambiental mudaram. Desde então as discussões tem priorizado a busca por novos caminhos e soluções para a adaptação e resiliência a eventos climáticos extremos.

Grupos temáticos menores (Mini-MAPs) passaram a atuar ativamente, com destaque para o Mini-MAP Defesa Civil e Gestão de Riscos, que tem promovido a capacitação das defesas civis municipais nos três países para o enfrentamento de eventos decorrentes de mudanças ambientais globais que assolam a região, com destaque para as cheias e secas recorrentes dos últimos anos.

Até hoje a Iniciativa MAP se constitui em um ambiente de discussão livre e aberto que se articula de forma independente e se fortaleceu como um movimento fundamentado em um modelo participativo, não hierarquizado e integrador de diversos segmentos sociais e de governo, que tem demonstrado que uma sociedade civil organizada, desafiando probabilidades e superando dificuldades, pode intervir na condução de políticas públicas compatíveis com as demandas locais.


É nesse contexto, no qual as condições socioeconômicas e ambientais na região MAP se mostraram fluídas e mutáveis ao longo de quase 15 anos de existência da Iniciativa MAP, que o X Fórum MAP será realizado. Mais uma vez ele será palco para a livre discussão e análise das principais questões/temas que marcaram sua trajetória ao longo destes anos para redirecionar, manter e/ou adequar as ações relevantes de forma integrada e condizente com o novo paradigma vivenciado por esta região de fronteira, gerando novas articulações e atualizando e fortalecendo sua estrutura orgânica.
Publicado por Evandro Ferreira 0 comentários Digg! Link Permanente Envie este artigo para um amigo

0 Comments:

Postar um comentário

Link permanente:

Criar um link

<< Home